sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Comunicação = dinheiro

Todos concordam que a comunicação é essencial para a obtenção de sucesso em todas as áreas da vida. A novidade é que a comunicação também é vital para a conquista da prosperidade financeira.


Comunicação é uma das bases da existência. Por comunicação quero dizer o intercâmbio de ideias entre dois terminais (pessoas). Sem comunicação, nada acontece. Isso se aplica a relações pessoais, negócios, mídia, política, relações familiares e até objetos.
Quando você realmente presta atenção, descobre que a comunicação está acontecendo por todos os lados a seu redor. É tão importante que pode ser dito que se alguém estivesse em completa comunicação, ele ou ela estaria totalmente bem e sem nenhum problema.

Veja este exemplo: se você estivesse em comunicação total e completa com um carro e uma estrada, você certamente não teria nenhuma dificuldade em dirigir esse carro. Mas se estivesse em comunicação parcial com o carro e não estivesse em comunicação com a estrada, seguramente aconteceria um acidente. A maior parte dos acidentes ocorre quando o condutor está distraído por uma briga que teve, ou por uma detenção, ou uma cruz branca ao lado da estrada indicando o local da morte de um motorista, ou pelos seus próprios medos de acidentes.
Quando dizem que alguém deve estar “em tempo presente”, isto significa que este indivíduo deve estar em comunicação com seu meio ambiente.
Se um indivíduo não pode se comunicar, ele não pode ser pago. Comunicação é o pagamento da vida. Se você não puder se comunicar, não poderá ser pago, e isso é tudo que há a respeito deste tema. Se não puder falar, o dinheiro não terá sentido para você também. É claro que dinheiro é também um tipo de comunicação, mas é uma partícula sólida de comunicação.

Dinheiro é uma unidade de “atenção”. Uma libra, um dólar, um euro, um iene é simplesmente uma unidade de atenção. Sabia que o dinheiro pode ser considerado como atenção? E segue exatamente as leis de atenção?
O escritor e filósofo americano L. Ron Hubbard escreveu: “Bem, você como indivíduo vai fazer tanto dinheiro quanto atraia atenção pró-sobrevivência. Você pode estabelecer quanto dinheiro um homem vai ganhar simplesmente com isso. O sujeito vai fazer tanto; seu potencial de vida de agora em diante, em termos de dinheiro, vai ser exatamente esta quantidade. Será a sua habilidade para se comunicar, porque ele conseguirá tanta atenção, pró-sobrevivência, quanto estiver em tempo presente.”
“Dinheiro flui na direção de pontos que atraem atenção pró-sobrevivência. Tudo que você tem de fazer é ficar ali e continuar sendo pró-sobrevivência, e mantenha-se sendo pró-sobrevivência em uma esfera de comunicação cada vez mais ampla e você simplesmente terá de começar a jogar esta coisa fora.”

“Você ganhará tanto dinheiro quanto consiga chamar a atenção, e você terá tanta atenção em uma sociedade quanto consiga colocar suas linhas de comunicação para fora. E se não puser seus pontos de comunicação para fora na sociedade, não haverá nenhum fluxo para si em termos de dinheiro. Esta é a resposta para a grana, mas é também a resposta para algo mais ao mesmo tempo. Indica que você deve colocar essas linhas de comunicação para fora. Coloque-as bem longe lá fora.”
A conclusão é que o dinheiro pode ser comparado com atenção positiva, e que atenção positiva é obtida através da comunicação. Portanto, é necessário colocar suas linhas de comunicação para fora! Por linhas de comunicação, quero dizer um canal por onde a comunicação viaja em direção a um ponto de recebimento, e um caminho para a comunicação retornar desse ponto.


Exercício:
1. Neste exercício faça uma lista de todas as linhas de comunicação existentes que você tem. Faça uma lista bem completa. Tenha em mente que essas linhas não têm de ser necessariamente fontes de dinheiro. Inclua toda e cada linha na qual seja possível colocar comunicação.
2. Agora, leia o primeiro item da sua lista e elabore o que poderia fazer para colocar uma comunicação boa e do tipo pró-sobrevivência nessa linha, e faça isso. E depois, repita esta ação com cada um dos outros itens da sua lista.
3. Observe o que acontece e envie-me uma mensagem contando os resultados.
Espero, sinceramente, que o dinheiro comece a fluir mais na sua direção!
Para saber como ser uma pessoa bem-sucedida clique aqui

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Sua vida vai mudar para melhor!

Antes de mudar ou melhorar algo, é necessário descobrir o que está errado. E logo em seguida, devemos buscar uma forma de mudar que leve a um resultado definitivo!


O que você gostaria de mudar? Todas as pessoas têm algo que querem mudar, melhorar. E, às vezes, há muitas coisas a serem melhoradas. O primeiro passo é determinar aquilo que você mais gostaria de mudar. E para ajudá-lo nesta descoberta, vou fazer algumas perguntas:
  • Você se sente pressionado, estressado ou exausto da vida? (Sente que está se esforçando muito e obtendo pouco resultado?)
  • Tem dores estranhas e crônicas no corpo ou tem doenças psicossomáticas (causadas pela mente)?
  • Sente ansiedade com frequência, tem medos ilógicos, está sempre preocupado?
  • Tem comportamentos autodestrutivos, atitudes negativas e compulsões?
  • Sente-se inseguro, sua autoestima é baixa e fica indisposto a maior parte do tempo?

Para começar, escolha uma dificuldade só, aquela que você mais gostaria de mudar. O segundo passo é encontrar uma técnica que possa realmente resolver sua dificuldade. Há muitas filosofias, processos terapêuticos e métodos que fazem um indivíduo se sentir melhor por alguns dias, semanas e até vários meses. Mas, o que você precisa é uma técnica de melhoramento pessoal que resolva realmente o que você elegeu como sendo o seu problema mais prioritário no momento.
Eu sempre indico a Dianética porque ela contém um diferencial importante. O filósofo L. Ron Hubbard descobriu a anatomia e funcionamento da mente reativa que é a única causa de todas as suas dificuldades na vida. A mente reativa é a parte oculta da mente que armazena todas as suas experiências negativas a as usa contra você, sem o seu conhecimento e controle.
Lendo isso você poderia pensar que já esqueceu todas as suas experiências negativas, seus sofrimentos, perdas e dores. Sim, eu sei que você esqueceu tudo, isso é verdade. Mas o problema é que suas experiências dolorosas continuam afetando sua vida negativamente apesar de esquecidas. Ai que está o pulo do gato da Dianética!
É claro que a gente quer esquecer a dor e o sofrimento. Vamos dizer que você passou por uma experiência muito dolorosa que é a morte de uma pessoa que você amava muito como seu pai, mãe, filho, marido, esposa etc.  Quase todo mundo já passou por isso.
Depois de alguns dias do ocorrido, o que você quer fazer? Quer esquecer tudo e voltar a viver sua vida normalmente, certo? Então, os dias vão passando, você vai ocupando sua mente com outras coisas, e faz um esforço grande para não pensar mais na perda e se concentrar no que tem de fazer diariamente. Quanto mais tempo vai passando, parece que você lembra menos.
Isso é verdade. Mas será que este aparente esquecimento faz com que a experiência de perda e toda emoção negativa contida nela nunca mais venha à tona? Aí que muita gente se engana. Depois de dois anos da morte de uma pessoa querida, você passa perto de um cemitério dirigindo – nem precisa ser o mesmo cemitério; ou vai visitar o túmulo no dia de finados, e toda aquela tristeza esquecida volta e você se sente triste de novo.

Você pode se sentir triste de novo e até saber que é por causa da morte da pessoa que aconteceu dois anos atrás ou pode se sentir triste e não perceber por que isso está acontecendo com você. E é esta segunda opção que acontece a maior parte do tempo na sua vida.
Se você tem medos, inseguranças, baixa autoestima, estresse, atitudes incontroláveis, ansiedade, depressão etc. é a sua mente reativa remexendo em suas experiências dolorosas mais que esquecidas, aquelas que você se esforçou tanto para esquecer, e trazendo tudo que sentiu no passado ao presente.
Portanto, esquecer não é a solução definitiva. Você precisa se livrar da dor, tristeza, perdas, desilusões e todo conteúdo emocional negativo que estão contidos na sua mente reativa. Não há outro caminho.

E também precisa entender que a mente reativa é muito encoberta, falsa, fingida, dissimulada. Ela nos engana o tempo todo. Mesmo suas melhores ações e atitudes podem conter vestígios da mente reativa. Por isso que muitas vezes você tem de empregar um tremendo esforço para conseguir aquilo que quer.
Você pensa que as barreiras vêm de fora. Sim, é claro que existem dificuldades exteriores, mas as suas maiores barreiras aos seus próprios objetivos vêm de dentro de você. Vem de sua mente reativa. E sem Dianética, você não vai conseguir descobrir e eliminar a mente reativa.
A boa notícia é que com um pouco de estudo e aplicação do método Dianética você vai conseguir compreender e se livrar de sua mente reativa! E assim poderá obter uma mudança real, positiva e estável em sua vida!
Comece a melhorar hoje mesmo clicando aqui!

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Sua memória está falhando?
Apesar de ter sido alvo de estudos de Aristóteles, inúmeros filósofos e cientistas, a memória ainda continua sendo um mistério para muitas pessoas. Neste artigo, alguns dos segredos da memória são finalmente revelados

Uma das funções mais importantes da sua mente é a memória. Sem ela, você está perdido!
E como anda sua memória? Poderia melhorar? De vez em quando sua memória o decepciona? Ou será que você é do tipo que só não esquece a cabeça porque está presa no pescoço?
Talvez a sua memória era boa no passado. Mas nos últimos anos ela começou a falhar e você está preocupado que poderia piorar e até virar uma doença?
A memória é, de fato, muito importante. Alguns esquecimentos podem trazer grandes dificuldades. Esquecer-se de um compromisso profissional, uma reunião importante, ou até de pagar uma conta de cartão de crédito no dia de vencimento, por exemplo, pode causar muito prejuízo.
Antes de iniciarmos nossa análise sobre a memória, é preciso esclarecer uma coisa: o que é a memória?
A memória é processo de retenção de informações no qual nossas experiências são arquivadas e recuperadas quando as chamamos. É uma função mental que serve para manter as informações obtidas em experiências vividas.
O termo memória tem sua origem no latim e significa a capacidade de reter e /ou readquirir ideias, imagens, expressões e conhecimentos adquiridos anteriormente, retornando às lembranças.
A memória é uma habilidade extremamente importante porque ela forma a base para a aprendizagem. Se não houvesse uma forma de armazenamento mental de experiências do passado, não teríamos como tirar proveito destas experiências.
Assim, a memória é um mecanismo que abrange o arquivo e a recuperação de experiências, estando intimamente associada à aprendizagem, que é a habilidade de mudarmos o nosso comportamento através das experiências que foram armazenadas na memória.
Portanto, a aprendizagem é a aquisição de novos conhecimentos e a memória é a retenção daqueles conhecimentos aprendidos.
Uma boa memória nos ajuda muito a usar posteriormente o que aprendemos. E, portanto, melhorar a memória vai ajudá-lo a melhorar sua capacidade de aprender.
Desde a época de Aristóteles, muitas pessoas acreditavam que a memória era armazenada no cérebro. Hoje em dia, apesar de ninguém nunca ter encontrado nenhuma memória no cérebro, muitos ainda continuam afirmando que o cérebro tem esta função.
Bem, isso não importa, o que queremos é algo funcional que possa realmente ajudá-lo a melhorar sua memória.
Para entender bem sobre a memória você precisa entender como sua mente funciona.
O escritor e filósofo americano L. Ron Hubbard desvendou os mistérios da memória com a publicação de seu livro Dianética: O Poder da Mente sobre o Corpo em 1950. Ele escreveu: “A extensão, capacidade de armazenamento e de lembrança da memória são finalmente estabelecidas pela Dianética.” – L. Ron Hubbard
A memória é como uma fita de cinema, um filme, onde todas nossas experiências estão gravadas para sempre. Lembrar é como assistir a uma fita de vídeo, um DVD, blu-ray, um filme do seu passado.
Alguns livros populares de treinamento de memória afirmam que não existe memória fraca. Eu concordo, existem apenas memórias treinadas ou destreinadas.
A maioria das queixas de perda de memória não tem relação com doenças e pode ser causada por estresse, cansaço, depressão, ansiedade ou pela pouca utilização da memória.
Além disso, drogas de rua, psicotrópicos e até o álcool envenenam seu corpo, embaçam sua mente e acabam com a sua memória.
A memória também pode começar a falhar quando o ser humano atinge certa idade, mas, geralmente, isso acontece quando ela não é estimulada, ou seja, quando a pessoa não é socialmente ativa e não mantém o hábito da leitura e de outras atividades intelectuais.
Há quem diga que a memória melhora sempre que exercitada. Realmente, os especialistas confirmam que a memória funciona cada vez melhor se for treinada.
Existe uma técnica específica e autoaplicável para treinar e melhorar a memória que é a autoanálise.
Esta técnica é uma verdadeira ginástica mental natural e é o que você precisa para começar a melhorar sua memória imediatamente. Vale a pena conferir!

Ela está contida no livro Autoanálise e você pode aprendê-la facilmente e aplicá-la em si mesmo! Mais informações aqui

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Entenda como sua mente funciona

Para muitos, o funcionamento da mente é ainda um grande mistério. E por falta deste conhecimento, muita gente segue a vida comportando-se de modo inadequado, sem conseguir atingir o sucesso que deseja e merece. Não há sentido em continuar assim, já que é possível entender como a mente funciona.

Já sentiu como se houvesse um inimigo oculto trabalhando contra você? Alguma vez suspeitou que pudessem existir barreiras “invisíveis” bloqueando seu sucesso? Será que a sua própria mente poderia estar inibindo sua capacidade e autoconfiança? Para obter a resposta é necessário entender como sua mente funciona.
No livro Dianética: O Poder da Mente sobre o Corpo, o autor L. Ron Hubbard explica que a mente humana tem duas partes bem diferenciadas: A Mente Analítica e a Mente Reativa. Todas suas experiências do passado estão guardadas na sua mente como imagens e elas afetam sua vida todos os dias.

Mente Analítica versus Mente Reativa


A maioria de suas memórias está gravada na parte consciente de sua mente, aquela que você usa para pensar, lembrar e calcular. Em Dianética é chamada de Mente Analítica – porque você a usa para analisar informação e tomar decisões racionais que irão melhorar sua vida.
Por exemplo, se uma pessoa lhe perguntasse hoje se você gostaria de comer a mesma coisa que comeu no seu jantar de ontem, seguramente você veria uma imagem da comida, acompanhada do sabor e do cheiro. E desta forma, usaria a informação de ontem para tomar uma decisão a respeito de sua janta de hoje.
Em uma situação mais complicada, você usa os dados de sua mente analítica para decidir a qual emprego se candidatar. É o tipo de trabalho que você gosta? Como é a condução até ele? Tem possibilidades de promoção? Quanto você irá ganhar nesse emprego? Será suficiente para sustentar sua família? Todos estes pensamentos são apresentados por sua mente analítica para ajudá-lo a tomar a decisão correta. E como um computador perfeito, os cálculos da mente analítica, são sempre corretos. Em resumo, esta parte de sua mente é onde todo seu potencial se encontra.
Mas, então, onde está o erro? Com uma mente tão maravilhosa como essa que acabei de descrever, por que as pessoas fazem tantas bobagens, cometem tantos erros e acabam inseguras e infelizes? L. Ron Hubbard foi atrás desta resposta e por isso descobriu a mente reativa.
Algumas de suas experiências estão gravadas numa parte diferente da sua mente – uma parte que não pensa racionalmente e que não pode tomar decisões sensatas. Esta é a Mente Reativa. “Reativa” porque o controla e influencia suas decisões, sem que você nem sequer saiba disso, causando que você reaja perante estímulos do ambiente de uma maneira muito automática. Ela produz emoções prejudiciais e inibidoras, assim como sensações e comportamentos ilógicos e irracionais.

Como Funciona a Mente Reativa

Em determinados momentos de sua vida, a mente analítica desliga-se, a mente reativa toma o controle e começa a gravar as suas experiências. Isto ocorre durante os momentos de dor e sofrimento ou situações que contenham algum grau de inconsciência.
Em outras palavras, a mente reativa se conecta quando você está doente, machucado, estressado ou inclusive quando você está muito cansado. Ela também grava os períodos de trauma emocional, como mortes, separações, divórcios, traições e qualquer fracasso pessoal ou profissional.
Sua mente reativa contém todas as percepções e sensações de cada experiência dolorosa de sua vida. Estes incidentes permanecem registrados de forma bem profunda, abaixo de sua consciência. Posteriormente, quando você fica exposto a situações similares, essas gravações são reativadas, numa tentativa de evitar situações semelhantes às experiências dolorosas do seu passado. Infelizmente, esses incidentes dolorosos tem o poder de controlar suas emoções, seus pensamentos e suas ações – contra sua vontade e decisão.
A solução é entender estes mecanismos da mente muito bem a assim impedir que a mente reativa aja livre e solta contra você. Através da compreensão completa do funcionamento da mente, você alcançará um nível bem mais elevado de autoconhecimento e autoconfiança!
Aumente seu conhecimento sobre a mente reativa e como se livrar dela! Clique aqui

quinta-feira, 16 de abril de 2015

SUPER DICA DE COMO 

ATINGIR SUAS METAS

Todo desânimo e frustração que uma pessoa sente como resultado de não conseguir atingir seus objetivos de forma suficientemente rápida pode ser resolvido através de um progresso ordenado. 


Sente-se frustrado porque sua vida não é da maneira que você desejaria que fosse? Talvez você esteja tentando pular passos necessários para a realização de suas metas. Em vez de exigir PERFEIÇÃO HOJE, foque em um progresso ordenado e suas chances de sucesso serão muito maiores. A vida pode ser melhorada de forma gradativa.

Já se sentiu assoberbado, estressado? Se positivo, o progresso ordenado torna-se ainda mais importante. Enfrentar um volume imenso de trabalho só não é estressante quando você percebe que está fazendo um progresso ordenado, mesmo em pequenas quantidades, em direção a seus objetivos.

E quantas vezes você sentiu que estava perdendo terreno ou fracassando? Mapeando sua meta e avançando alguns centímetros mais perto de alcançá-la de forma regular, você terá um novo poder. E, também, quando sentir que não está indo para lugar nenhum, é tempo de focar em progresso ordenado.

Muitas pessoas que desejavam ser bem-sucedidas, encontraram esperança e uma motivação renovada na seguinte citação do escritor e filósofo L. Ron Hubbard: “A TOTALIDADE DO PODER É PROGRESSO ORDENADO.”

Como que alguém consegue viajar ao redor do mundo? Como consegue mover uma montanha? Como poderia atingir metas imensas? Um quilômetro, uma pedra e um passo por vez.

Exemplos são: passar uma impressão positiva a outra pessoa; aprender mais uma habilidade; perder um hábito ruim; investir um pouco mais em si mesmo. Progresso ordenado em uma direção específica cria poder em longo prazo quando o progresso é constante e ordenado.

Se você estiver insatisfeito com seu progresso na vida, ou se sentir desanimado, estressado ou frustrado, faça uma lista de passos ordenados que poderia fazer todo dia e toda semana. Passos calmos, diretos e ordenados.

Logo que tenha sua estratégia elaborada não há necessidade e se preocupar a respeito do passado ou futuro. Somente concentre-se no presente, nos passos deste plano. Ao colocar ordem em seu progresso, nada e ninguém poderá pará-lo!

Um riacho é mais poderoso que uma rocha de granito quando ele, devagar e sempre, gasta o granito continuamente. Progresso ordenado em direção às suas metas começa com passos pequenos e positivos.

Você pode gerar um novo poder de hoje em diante. Seu primeiro passo é decidir ter um progresso ordenado.

Dê seu segundo passo, participando do workshop Bem-estar no Trabalho. Clique aqui.

quinta-feira, 2 de abril de 2015

DESPERTE SEU PODER PESSOAL


Você está prestes a ler sobre uma das ferramentas de melhoramento pessoal mais eficazes que existem. Esta técnica pode fazer mais pelo fortalecimento de sua mente, desempenho profissional e competência geral de que dúzias de livros de autoajuda ou seminários motivacionais.

Esta simples fórmula elimina autocrítica, medo e estresse. É aplicável a qualquer situação e funciona sempre. Você pode usá-la repetidamente e sem limite.
O escritor e filósofo americano L. Ron Hubbard descobriu o Triângulo KRC em 1960:

 “O TRIÂNGULO K-R-C
“Os vértices são K para CONHECIMENTO (do inglês knowledge), R para RESPONSABILIDADE e C para CONTROLE.
“É difícil ser responsável por algo ou controlar algo a menos que você tenha CONHECIMENTO sobre isso.
“É tolice tentar controlar algo ou mesmo saber sobre algo sem ter RESPONSABILIDADE.
“É difícil saber completamente algo ou ser responsável por algo sobre o qual você não tem CONTROLE, caso contrário, o resultado pode ser esmagador. (...)
“Pouco a pouco, um indivíduo pode fazer as coisas irem bem através do
“AUMENTO DO CONHECIMENTO,
“AUMENTO DA RESPONSABILIDADE,
“AUMENTO DO CONTROLE.
“Se um indivíduo equacionar qualquer situação que se encontre com base nisso, ele geralmente terá sucesso. (...)
“Incrementando cada vértice do triângulo KRC, pouco a pouco, ignorando as perdas e fazendo que os ganhos fiquem firmes, um ser finalmente descobre seu poder e comando da vida.” – L. Ron Hubbard

5 Passos para despertar seu poder pessoal

e comando sobre a vida

Escolha um problema que você tem e o escreva em uma folha de papel ou digite no computador. Depois, escreva ou digite as respostas para cada um dos cinco passos abaixo.

1. Aumente o vértice do Conhecimento.
Como você pode aumentar seu conhecimento sobre este problema? O que você precisa aprender sobre ele? O que deve estudar para entender melhor o problema?

2. Aumente o vértice da Responsabilidade.
Como você poderia tomar mais posse do problema? Por quais partes do problema você poderia se responsabilizar? Poderia aceitar responsabilidade pelas partes que você não causou?

3. Aumente o vértice do Controle.
Que parte do problema você pode controlar? Como você poderia ter um pouco mais de controle das outras partes?

4. Ignore as perdas.
Se você focar nas perdas ou fracassos, eles aumentam e ficam mais angustiantes. E aí você atrai ainda mais perdas. Então, encontre formas de ignorar as perdas.
Se ignorar as perdas é difícil, tente desviar sua atenção. Pare de falar ou pensar nelas. Evite pessoas que ficam trazendo os fracassos à tona. Siga em frente.
Se você perceber que as perdas estão dando voltas na sua cabeça, anule-as.
E aprenda a ignorar as perdas dos outros também.

5. Faça com que os ganhos fiquem firmes.
O que você pode fazer para que seus sucessos fiquem firmes? Como poderia solidificá-los? Talvez possa escrevê-los ou pendurá-los em uma parede ou quadro.
Mantenha um histórico de seus ganhos. Fale sobre eles a todas as pessoas que puder. Celebre-os!
E também crie o hábito de encontrar e focar nos ganhos dos outros. Quanto mais atenção colocar no sucesso, mais sucesso terá.

A maior parte das respostas a estas perguntas são passos fáceis e prazerosos. Faça isso agora! Você verá um melhoramento repentino do problema.
Depois, faça os passos mais difíceis que escreveu. Logo que comece descobrirá que não são tão difíceis assim.
Se mesmo seguindo esses cinco passos, você não conseguir resolver o problema completamente, repita os passos até que o problema se vá para sempre.
Além de resolver os problemas para você, esses passos vão começar a despertar o melhor que há em você.
Você vai descobrir um novo tipo de comando sobre a vida, um que sempre teve, mas nunca tinha usado.
Use o Triângulo KRC para liberar a fonte de poder que você sabe que é!

Para mais informações sobre como aumentar seu Conhecimento, Responsabilidade e Controle, leia o livro Scientology: Uma Nova Perspectiva sobre a Vida de L. Ron Hubbard



segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015


O poder da autoconfiança
Autoconfiança não é se achar melhor que os outros, mas é saber que quando você acredita, pode alcançar todos os seus objetivos. É uma força vital que impulsiona qualquer ação empreendedora ao sucesso
Autoconfiança significa saber que você pode realizar algo, confiar em suas habilidades, estar seguro que dará conta do recado, enfim, é acreditar em você!
Uma pessoa autoconfiante tem mais chances de atingir metas e objetivos, pois avança sem medo, com determinação, acreditando que vai conseguir. Já uma pessoa sem autoconfiança nem avança, fica parada, não faz, não se arrisca. Por achar que não vai conseguir, nem tenta.
Então, como pode perceber, a autoconfiança é importantíssima em todos os aspectos de sua vida.
Quando a situação aperta de verdade, quando enfrenta dificuldades, quando a vida se transforma num campo de batalha, com quem você pode realmente contar? Quem vai chamar? Os “ghost busters”? Caçadores de fantasmas? Vai chamar a mãe, o guru, o mago, o anjo?
Tem gente que faz isso, mas não seria mais prático e produtivo poder contar consigo mesmo para resolver as situações da sua vida, tornando-se mais independente e autodeterminado?
Talvez em algum momento de sua vida, sua autoconfiança estava mais elevada do que está agora. Pode ser que você já tenha se sentido mais seguro e confiado mais em si mesmo. Ou quem sabe você já possua uma boa autoconfiança, mas quer ainda mais para se tornar extremamente bem-sucedido e próspero.
Qualquer que seja a circunstância, para aumentar sua autoconfiança é fundamental que você conheça e entenda o que pode reduzi-la. As pessoas sentem-se menos seguras, perdem a autoestima ou começam a confiar menos em si mesmas por razões específicas.
Você se lembra de uma ocasião que a sua autoconfiança era muito elevada, quando confiava muito em si mesmo? Quando sabia que era capaz de fazer as coisas? Lembra-se de um período assim ou já faz tempo demais?
Quando criança, sua autoconfiança pode ser alimentada ou destruída pelos adultos – conforme você tenha sido respeitado, amado, valorizado e encorajado, ou não. Seus primeiros anos de vida, suas experiências, escolhas e decisões foram muito importantes para o desenvolvimento de sua autoconfiança.
Mas, como testar se você é autoconfiante? Comece a reparar nas coisas que fala, por exemplo: “não vou dar conta”, “nada que eu quero eu consigo”, “por que todo mundo consegue, menos eu?”, “sou muito fraco”, “não era o momento”. Estas e outras frases semelhantes podem ser a prova de que você precisa melhorar sua autoconfiança.
E se outras pessoas colocaram-lhe rótulos, etiquetas limitantes, aí sim você está perdido. Fica realmente difícil recuperar sua autoconfiança quando você foi convencido que tem déficit disso, transtorno daquilo e é portador de alguma “deficiência” virtual.
O fato é, como eu já citei, que você já foi mais autoconfiante. Você perdeu sua autoconfiança, então, há esperança de recuperá-la. A boa notícia é que o método Dianética, desenvolvida pelo filósofo L. Ron Hubbard, possui técnicas terapêuticas que aliviam seu passado doloroso, suas perdas e seus fracassos, e assim, sua autoconfiança de antes é recuperada!
Ele escreveu: “A maioria dos seres tem uma terrível opinião de sua capacidade em comparação ao que realmente são. Quase nenhum indivíduo acredita ser capaz do que é realmente capaz de conseguir. Aumentando o conhecimento, a responsabilidade e o controle, pouco a pouco, ignorando as perdas e mantendo firmes os ganhos, um ser finalmente descobre seu poder e comando da vida.” – L. Ron Hubbard
Portanto, um verdadeiro autoconhecimento através da Dianética é a chave para a recuperação completa de sua autoconfiança!
Adquira o kit inicial Dianética e comece hoje mesmo a recuperar sua autoconfiança: