segunda-feira, 11 de julho de 2016

Como sua própria mente pode agir contra você?


Dianética é um método de autoconhecimento que explica como que todas as suas experiências do passado são armazenadas na sua mente e como elas afetam sua vida diária. Foi desenvolvida pelo escritor e filósofo americano L. Ron Hubbard. Ele descobriu que a mente humana tem duas partes bem distintas: a Mente Analítica e a Mente Reativa.

A Mente Analítica versus A Mente Reativa: Qual é a diferença?
 
A Mente Analítica – A maior parte de suas memórias está armazenada na parte consciente da sua mente que você usa para pensar, lembrar e calcular. Em Dianética, chama-se Mente Analítica, porque é usada para analisar informação e tomar decisões racionais que vão fortalecer sua sobrevivência.
Por exemplo, se alguém lhe perguntasse se você gostaria de comer a mesma coisa que comeu no jantar de ontem, é provável que você veja uma imagem de sua refeição, acompanhada do gosto e cheiro. Você usa a informação de ontem para tomar uma decisão sobre o jantar de hoje.
Em uma situação mais complicada, você usa os dados de sua mente analítica para decidir a qual emprego deveria se candidatar. É o tipo de trabalho que você gosta? Quanto tempo leva de sua casa até ele? Tem oportunidade de promoção? Qual é o salário? Será suficiente para manter sua família? Todas estas computações são adicionadas pela mente analítica, para que você possa tomar a decisão correta. E como um computador perfeito, os cálculos da mente analítica são sempre corretos.

A Mente Reativa – Algumas de suas experiências estão gravadas em uma parte diferente de sua mente – a parte que não pensa racionalmente e não pode tomar decisões sãs. Esta é a mente reativa – reativa porque o controla e influencia suas decisões sem que você nem saiba disso, causando que reaja às coisas de uma forma muito irracional. Isso produz emoções prejudiciais e inibidoras, sensações e comportamentos que não estão baseados na realidade.
Como a Mente Reativa Funciona?
Em certos momentos de sua vida, a mente analítica repentinamente se desliga e a mente reativa assume o controle e começa a gravar. Isso ocorre durante momentos de dor ou algum grau de inconsciência.
Em outras palavras, a mente reativa entra em ação quando você está doente, ferido, sob estresse ou até quando está extremamente fatigado. Também grava períodos de trauma emocional, tais como morte, divórcio ou fracassos pessoais e retrocessos profissionais.
Sua mente reativa contém todas as experiências dolorosas de sua vida gravadas completamente, incluindo todas as percepções e sensações. Estes incidentes estão enterrados profundamente, abaixo de seu nível de consciência. Mais tarde, quando você fica exposto a fatores semelhantes em seu meio-ambiente, essas gravações são reativadas em uma tentativa de fazer com que você evite situações que são semelhantes às suas experiências prejudiciais do passado. Infelizmente, esses incidentes dolorosos têm o poder de controlar suas emoções, seus pensamentos e suas ações – contra sua própria vontade e melhor julgamento.
O que Está Controlando suas Decisões?
Vamos pegar um exemplo comum. Em algum momento, você provavelmente ficou doente por ter comido algo estragado. Mais tarde na vida, se visse ou cheirasse, ou até possivelmente pensasse sobre este tipo de comida em particular, começaria a se sentir um pouco enjoado. Agora, você sabe que logicamente a mera visão, cheiro ou pensamento da comida não pode fazer seu corpo adoecer porque você não a comeu novamente. Mas mesmo assim, você está experimentando a mesma sensação de náusea que teve antes. Isto é sua mente reativa fazendo que você reexperimente as mesmas percepções que gravou no incidente anterior, em uma tentativa rudimentar de protegê-lo do que ela acredita ser uma experiência perigosa.
Enquanto este é um exemplo bem simples, vamos pensar se a mente reativa poderia estar comandando suas reações em situações muito mais importantes do que algo que você vai comer. E se estivesse controlando com quem você deveria ter um relacionamento? Ou como deveria tratar as crianças? Ou se poderá ou não ter sucesso em realizar suas metas pessoais na vida? Através de toda sua vida, os erros  descabidos e computações irracionais da mente reativa têm suprimido seus esforços na direção da sobrevivência plena – e somente Dianética tem a solução.

Quer saber mais?
Compre, leia e use o livro Dianética: O Poder da Mente sobre o CorpoAssista ao DVD duplo!
Disponível diretamente com a Editora no site: www.dianetica.com.br


sexta-feira, 1 de julho de 2016


Em momentos de crise, a saída é discordar e fazer diferente, além de estar sempre antenado às pessoas bem-sucedidas.

Há algum tempo, recebi um e-mail de um amigo chamado Patrick Valtin com dicas de como vencer a crise e resolvi traduzi-las para que muitas mais pessoas pudessem se beneficiar.

Patrick é um famoso consultor de empresas internacional, especialista nas técnicas administrativas de L. Ron Hubbard, que já treinou mais de 75 mil pessoas em 25 países, inclusive no Brasil (no centro da foto). Ele é um guru na administração e ainda ministra seminários realmente práticos de vendas, marketing e liderança.


Por isso, vale a pena ler e aplicar estas dicas:

1.     Se você conhece um pouco de história, não tem razão para se preocupar. A crise econômica atual é só uma repetição do passado. Ainda mais aqui no Brasil onde já tivemos inúmeras crises. Você se lembra da enorme inflação brasileira, do cruzeiro, do cruzeiro real e das inúmeras trocas de moeda? E é claro que não dá para esquecer o plano Collor, certo?
Mas em todas as crises do passado, a recuperação veio antes do esperado. Então, qual é a moral da história? Depois da crise, sempre vem a recuperação.

2.     IGNORE as más notícias. Não leia ou ouça as más notícias dos jornais, rádio, TV ou Internet. Eu lamento dizer mais escutar essas más notícias, fofocas e rumores não vai lhe fazer nenhum bem. Você vai descobrir que a imprensa se especializa em fazer as pessoas morrerem de medo e desenvolverem ansiedade, além de exercer um fator hipnótico na população. Quando você se der conta disso, vai buscar somente boas notícias, pois elas geram mais boas notícias. Insista em receber boas notícias pelo menos uma vez ao dia! E também coloque sua atenção em passar boas notícias para seus amigos, parentes, colegas, colaboradores pelo menos uma vez por dia.
Uma vez um empresário estava preocupado porque não sabia se deveria enviar uma newsletter a seus clientes a cada duas semanas. Patrick o aconselhou a dobrar a frequência e enviar sempre boas notícias aos clientes. O empresário fez exatamente isso e começou a mandar histórias de sucesso e boas notícias de clientes satisfeitos toda semana para sua lista de 20 mil nomes. Ninguém reclamou e ele começou a ter mais resultados financeiros.

3.     Fique louco em relação a suas ações promocionais. Aumente seu alcance no mercado que atua. Isso significa que deve aumentar a quantidade e a frequência de seus envios por e-mail, postagens em redes sociais, artigos e conteúdos em Blogs etc. Se, por exemplo, está mandando 1000 e-mails, comece a enviar 3000. Gaste menos dinheiro em qualidade do que quantidade.
Durante épocas difíceis, a maioria das pessoas e negócios tende a se introverter e reduzir seu alcance. Não faça isso porque é um erro fatal. Você tem de dobrar ou triplicar suas ações de promocionais.

4.     Descubra qual foi a sua melhor ação de divulgação. O que deu mais resultado de negócios e vendas? Faça de novo, não importando se aconteceu há 1 ou 5 anos. E como já foi dito, faça em maior quantidade. O seu negócio vai crescer proporcionalmente a quanto você estiver visível aos olhos de seus clientes. Divulgação é a última coisa a ser reduzida. Triplique ou aumente ainda mais aquilo que foi a melhor divulgação que você já fez até hoje.


Conclusão: faça o que a maioria das pessoas não está fazendo, vá contra o fluxo, discorde (disagree). Eu sempre gosto de ouvir recomendações de pessoas bem-sucedidas. Quando Warren Buffett foi questionado se estava preocupado com a crise, a resposta dele foi: “Eu fiquei rico porque aprendi a discordar das más notícias”.

Use essas dicas, observe os resultados e saia da crise como um vencedor!

Dica extra: aumente sua energia vital e criatividade aplicando a técnica de Autoanálise.

Veja um vídeo e mais informações clicando aqui!