terça-feira, 25 de outubro de 2016

Quando você era jovem...
É vital compreender a importância de manter-se sempre cheio
de ideias e recuperar o seu poder de imaginação
Você já reparou que crianças e jovens são mais criativos e têm mais ideias que os adultos? Por que será que a criatividade parece desaparecer à medida que um indivíduo cresce e atinge a maturidade?

O filósofo L. Ron Hubbard explica: “De fato, quando era bem jovem, você tinha muitas esperanças, sonhos, aspirações, ambições e você queria ir pela vida e fazer isso e outra coisa. Essas eram ideias e você tinha muitas ideias.
E as pessoas chegaram e disseram: ‘Você não deveria ter esta ideia. E você não deveria ter aquela ideia. Você não deveria ser tão extravagante sobre isso. Você deveria pensar de uma forma mais sóbria sobre tudo isso e deveria se dedicar a só uma linha de ataque. Deveria se tornar um bom cozinheiro ou algo assim, sabe. Prenda-se a uma coisa só e você não ficará tendo estas noções extravagantes e coisas como estas’.”

“E você comprou este filosofia insensatamente Não havia nenhuma razão para comprá-la exceto que parecia ser uma filosofia bastante verdadeira. Você queria avançar na vida. E, sabe, não se sentia tão vivo.
E quando suas metas, ideias e ambições se esgotaram – tudo isso tratado sob o título de ideias, conceitos – quando estes se esgotaram totalmente, você não tinha mais nenhum futuro. Você realmente ficou com mais atenção no passado do que no presente. Por quê? Existiam ideias no passado. Você tinha ideias em algum momento.” – L. Ron Hubbard

Além de tudo isso, a educação moderna também contribui para a perda da sua imaginação.

Segundo o filósofo grego Sócrates, o trabalho principal do professor é fazer perguntas que possam revelar, extrair, pôr para fora a habilidade natural do estudante para pensar, raciocinar e participar. Os estudantes devem ser encorajados a olhar, observar, ponderar, pesquisar e aplicar à sua vida o que descobrem.

Infelizmente, no sistema educacional monótono das escolas atuais, os estudantes são forçados a simplesmente memorizar enorme quantidade de informação. A insistência para que os dados sejam amontoados na cabeça deles e depois cuspidos numa prova ou exame causa danos ao poder de raciocínio e a habilidade que todo indivíduo tem de pensar e ir além.
O método educacional usado nos dias de hoje frequentemente faz com as crianças e adolescentes detestem a escola, torna-os incapazes de pensar a respeito do assunto que estudam, e os mantém despreparados para enfrentar as instabilidades da vida.

Uma solução é apresentar problemas desafiantes e pedir aos estudantes que pensem em soluções. Convide-os a sonhar, imaginar, pensar fora da caixa, deixe-os saber que com suficiente criatividade tudo é possível.

Deve-se também dar a oportunidade aos jovens de explorar suas próprias paixões, porque paixão e desejo são componentes vitais da educação. E estudantes devem ser sempre encorajados a aproveitar a própria criatividade.

Até mesmo em adultos, o poder da imaginação pode ser desenvolvido e treinado, tal como qualquer outra competência do ser humano. O treinamento dessa capacidade aumenta a possibilidade de realizações concretas e positivas. Quando utilizada de forma inteligente e inovadora, a imaginação faz surgir novos caminhos e ideias para questões antes vistas como extremamente complexas e sem solução.

E para concluir, L. Ron Hubbard escreveu: "Resumindo, um indivíduo está vivo na mesma proporção que tenha ideias. Ele está tão consciente quanto tenha ideias.”
Portanto, vale a pena investir na reabilitação de sua imaginação, para que com mais ideias e sonhos você possa aumentar suas chances de realizar seus objetivos na vida e ser feliz!

Comece a recuperar sua imaginação e criatividade hoje mesmo com o livro Autoanálise. Clique aqui para mais informações.



Nenhum comentário:

Postar um comentário